quarta-feira, 22 de junho de 2016

Dilma utilizaria avião para "fazer campanha denunciando o golpe", diz Temer


Temer concede entrevista ao jornalista Roberto D'Ávila no Palácio do Jaburu

Uma série de postagens no Twitter pela conta oficial do presidente interino, Michel Temer (PMDB), tem causado polêmica na rede.

Isso porque o peemedebista, quando se refere ao uso de avião pela presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), e a sua limitação, sugere que a petista utilizaria a aeronave para "fazer campanha denunciando o golpe".

Essa situação "um pouco esdrúxula", segundo Temer, fez com que o novo governo limitasse o transporte aéreo de Dilma entre o Distrito Federal e o Rio Grande do Sul, onde a presidente afastada tem residência.

"(Ela) não está no exercício da Presidência, portanto não tem atividades de natureza governamental", explica Temer, sugerindo que Dilma não precisa desses serviços.

O presidente interino voltou a negar, mais uma vez, que o afastamento de Dilma configure um golpe de Estado. Temer, inclusive, já prometeu a líderes de sua base aliada na Câmara dos Deputados que vai adotar discursos mais contundentes contra a tese petista de que o impeachment representa um golpe.

A suspensão do uso de aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) por Dilma foi questionada por Roberto D'Ávila, que entrevistou o peemedebista para seu programa na "GloboNews", transmitido na noite desta terça-feira (21).

Michel Temer afirmou ainda, entre outras coisas, que quer promover as reformas política e da Previdência a partir do momento em que for efetivado na Presidência da República. E que, caso seja realmente efetivado, não será candidato à reeleição em 2018.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...