sábado, 18 de junho de 2016

Sindicalista diz que barragens de Camalaú e Monteiro não podem receber transposição

Na última semana, parlamentares em viagem a Brasília com o prefeito Romero Rodrigues trouxeram más notícias da Agência Nacional de Águas (ANA).

O vereador Alexandre do Sindicato (PHS) tinha informado em primeira mão que as águas da transposição do Rio São Francisco podem não desembocar no Açude Epitácio Pessoa em dezembro deste ano. O motivo seria porque a barragem de Camalaú não poderá suportar a vazão d'água.

O presidente do Stiupb, Wilton Maia Velez, revelou que além de problemas estruturais na barragem de Camalaú existem problemas na barragem de Poções, em Monteiro.

– O problema não é só em Camalaú, existem problemas em Poções também. O Tribunal de Contas do Estado apresentou um relatório por meio dos seus agentes. O grande problema em Camalaú é que a barragem não suportaria o peso da carga em o açude tendo que estar cheio. Qual seria a saída? Ou reforçaria o barramento do açude ou faria um projeto hidráulico para que o açude tenha uma recarga e quando chegar ao limite adequado, para que não chegue a transbordar ou mesmo transbordando, não invada a cidade. Existiria um bombeamento para que a água fosse bombeada para o leito do rio sem que oferecesse qualquer perigo para a cidade. Tanto no Açude de Camalaú como o Açude de Poções é necessário fazer um projeto hidráulico – disse.

Wilton disse que desde março deste ano o Ministério Público Federal, o Tribunal de Contas do Estado, governo do Estado e Aesa têm conhecimento do problema.

– Me causa estranheza essas autoridades fazerem de conta que não sabem do problema. O fato é que tem que ter atitude. Digamos que a água chegue agora no final de 2016 e começo de 2017. Vamos esperar acontecer uma tragédia? Não! Tem que projetar, tem que fazer licitação e tem que colocar esse projeto hidráulico que é um projeto simples tanto no Açude de Poções, em Monteiro, como o Açude de Camalaú – falou.

O sindicalista revela que a única obra feita na Paraíba é o canal Acauã-Araçagi. Se não for tomada nenhuma providência, a água que desembocar no Açude de Poções e Camalaú pode causar sérios problemas.

– Não quero dizer que pode causar tragédias, mas se não tomar atitudes mais sérias pode ser que aconteça nesses municípios, principalmente em Camalaú e Monteiro, algo que aconteceu em Camará – alertou.

Paraiba Online
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...